Connect with us

Rápidinhas

Melhor amiga de Whitney Houston fala abertamente sobre bissexualidade da cantora

melhor-amiga-de-whitney-houston-fala-abertamente-sobre-bissexualidade-da-cantora

Especulações correram soltas durante anos, mas agora Robyn Crawford, grande amiga de Whitney Houston por anos, finalmente está lançando luz sobre seu relacionamento com a superestrela premiada e vencedora do Grammy.

Em uma autobiografia recém-lançada, A Song For You: My Life With Whitney Houston (Uma canção para você: Minha vida com Whitney Houston), Crawford fala extensamente sobre os anos em que trabalhou para a cantora, primeiro como assistente e depois como sua diretora criativa. E revela que ela e a estrela de O Guarda-Costas foram parceiras românticas no início dos anos 1980.

“Cheguei a um ponto em que senti a necessidade de defender nossa amizade”, ela escreve no livro, explicando por que está contando a história delas agora, segundo trechos que saíram na People recentemente. “E senti a urgência de compartilhar quem foi a mulher por trás daquele talento incrível.”

Crawford e Houston se conheceram quando eram adolescentes, trabalhando juntas em um centro comunitário em East Orange, Nova Jersey. Em pouco tempo elas se tornaram inseparáveis. E, segundo Crawford, a relação entre elas acabou se tornando o que ela chamou de “física”.

“Nunca falávamos de rótulos, como lésbica ou gay”, escreve Crawford. “Apenas vivíamos a vida, e eu torcia para que pudesse continuar como estava para sempre”. Mais tarde ela prossegue: “Whitney sabia que eu a amava e eu sei que ela me amava. Éramos tudo uma para a outra. Juramos ficar ao lado uma da outra”.

De acordo com Crawford, o aspecto físico do relacionamento das duas terminou pouco antes de Houston assinar contrato com Clive Davis, da gravadora Arista Records, em 1983. Ela disse que quando lhe deu a notícia, Houston lhe entregou uma Bíblia de presente.

“Ela disse que não devíamos mais ter um relacionamento físico, porque isso dificultaria nossa jornada ainda mais”, ela conta, acrescentando que a pressão vinda da mãe da cantora, Cissy Houston, não as ajudava. “Disse que, se as pessoas descobrissem sobre nós duas, utilizariam isso contra a gente. Naquela época, anos 1980, o clima era exatamente esse.”

Whitney Houston morreu em 2012, aos 48 anos. Em vida, ela negou relatos de que seria gay ou bissexual. “Veja bem”, ela disse à Out em 2000. “Fui muito criticada por coisas que não fiz. Isso porque eu tinha amigas, porque tenho amizade com pessoas. Mas essa não sou eu. Eu sei quem sou. Sou mãe. Sou mulher. Sou heterossexual. Ponto final.”

As tentativas de mergulhar mais fundo no relacionamento entre Houston e Crawford – que hoje trabalha como instrutora de fitness e é lésbica – continuaram nos anos passados desde a morte da pop star. Dois documentários (Whitney: Can I Be Me, de 2017, e Whitney, de 2018), confirmaram que Houston e Crawford tiveram um relacionamento amoroso. Várias fontes consultadas no segundo livro descreveram a sexualidade de Houston como sendo “fluida”.

 » Ler Mais

Orgulho Gay 🌈

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Lgbti+

Youtuber Luba ameaça e expõe fake que usava suas fotos no Grindr

O Youtuber Luba usou suas redes sociais para expor um usuário do Grindr que usava um perfil fake criado com as suas fotos.

“Não entendo pessoas que criam perfil fake! Só pra ver nudes? Nunca fazem real?”, questionou em seu Twitter.

Nos prints expostos pelo influenciador, Luba ameaça com toda razão o usuário que usava suas fotos para enganar outras pessoas: “Se você não tirar as fotos a próxima vez que ficar on, vou denunciar!”.

Nisso, o usuário – que não acreditava se tratar do verdadeiro Luba – perde o tom e parte pra ignorância: ‘Aproveita e toma no cu, ou melhor, não toma”. E ainda se defende: “Sou fã do Luba, seu vindo de bosta, vá se ferrar!”.

Para provar que era ele mesmo, Luba questiona “Fã meu que usa fake e fala ‘viado de bosta para os outros? Tá me representando bem mal!” e então mandou uma foto com uma folha onde escreveu: “Denunciado, lixo!”.

Ainda sem acreditar que se tratava do verdadeiro Luba, o autor do perfil fake tentou se justificar: “Só coloquei a foto porque também sou ruivo e fiz uma tatuagem igual do Luba que não é você!”.

É… Parece que era o Luba sim!

O post Youtuber Luba ameaça e expõe fake que usava suas fotos no Grindr apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Continue Reading

Rápidinhas

Casal de pinguins gays dá a elza e choca ovo de fêmea em zoológico da Holanda

casal-de-pinguins-gays-da-a-elza-e-choca-ovo-de-femea-em-zoologico-da-holanda

Outro casal de pinguins gays está a fazer manchetes por seu desejo de começar uma família, mas este casal não adotou um ovo, eles simplesmente roubaram. 

O casal, que vive no zoológico DierenPark  Amersfoort, na Holanda, “adquiriu” o ovo por meios misteriosos, de acordo com o tratador de pinguins do local, Marc Belt.

“O casal gay está a cuidar muito bem do ovo e revezando-se para mantê-lo quente”, disse Belt ao Dutch News. O tratador acrescentou que “a homossexualidade é bastante comum entre os pingüins, mas o que torna esse casal notável é que, diferente dos outros, eles roubaram um ovo”.

Belt ainda não tem certeza se o ovo é realmente fertilizado, resta aos futuros pais continuarem a chocar para descobrirem.

Os pinguins gays holandeses são apenas mais uns fazerem manchetes por suas tentativas de começar uma família. Em setembro, o casal Skipper e Pinga não fertilizaram os seus ovos, uma notícia que deixou os tratadores do zoológico de Berlim, que torciam pelo filhote, dececionados.

“o nosso casal de pinguins-rei do mesmo sexo terminou a ninhada”, anunciou o zoológico na época. “Em 2 de setembro, o ovo se abriu e infelizmente não foi fertilizado. Certamente eles terão a hipótese de se tornar pais novamente no futuro. ”

Tomara que os pinguins do zoológico DierenPark tenham mais sorte que Skipper e Pinga, né? Precisamos de famílias queer mais amorosas no reino animal!

O post Casal de pinguins gays dá a elza e choca ovo de fêmea em zoológico da Holanda apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Também poderás gostar:

Continue Reading

Lgbti+

Sam Smith responde homofóbico que o chamou de “bicha deslumbrada” do melhor jeito

sam-smith-responde-homofobico-que-o-chamou-de-“bicha-deslumbrada”-do-melhor-jeito

O cantor Sam Smith deixou um internauta homofóbico sem resposta no Twitter.

Num post já apagado pelo covarde que o atacou, Sam foi chamado de “batty boy”, algo como “bicha deslumbrada” em tradução livre.

Na mensagem em questão, onde o homofóbico o chamava de “batty boy”, Sam – que saiu do armário como não binário no início deste ano – respondeu: “Batty them”, mantendo o “nível”, mas corrigindo o género errado usado pelo homofóbico, pedindo apenas pra trocar o género masculino (boy) pelo género neutro (them), apenas contestando a ignorância do rapaz e mantendo o “bicha”.

 

Seria algo como se ele respondesse em português: “Uma bicha deslumbrada não!! Umx bichx deslumbrax”.

O tweet foi curtido mais de 2000 vezes. Além dos fãs, muitas pessoas que também se identificam como não binárias agradeceram Sam por usar sua plataforma massiva para torná-los mais “válidos” e “aceitos”.

O post Sam Smith responde homofóbico que o chamou de “bicha deslumbrada” do melhor jeito apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Continue Reading