Connect with us

Rápidinhas

Casal de pinguins gays dá a elza e choca ovo de fêmea em zoológico da Holanda

casal-de-pinguins-gays-da-a-elza-e-choca-ovo-de-femea-em-zoologico-da-holanda

Outro casal de pinguins gays está a fazer manchetes por seu desejo de começar uma família, mas este casal não adotou um ovo, eles simplesmente roubaram. 

O casal, que vive no zoológico DierenPark  Amersfoort, na Holanda, “adquiriu” o ovo por meios misteriosos, de acordo com o tratador de pinguins do local, Marc Belt.

“O casal gay está a cuidar muito bem do ovo e revezando-se para mantê-lo quente”, disse Belt ao Dutch News. O tratador acrescentou que “a homossexualidade é bastante comum entre os pingüins, mas o que torna esse casal notável é que, diferente dos outros, eles roubaram um ovo”.

Belt ainda não tem certeza se o ovo é realmente fertilizado, resta aos futuros pais continuarem a chocar para descobrirem.

Os pinguins gays holandeses são apenas mais uns fazerem manchetes por suas tentativas de começar uma família. Em setembro, o casal Skipper e Pinga não fertilizaram os seus ovos, uma notícia que deixou os tratadores do zoológico de Berlim, que torciam pelo filhote, dececionados.

“o nosso casal de pinguins-rei do mesmo sexo terminou a ninhada”, anunciou o zoológico na época. “Em 2 de setembro, o ovo se abriu e infelizmente não foi fertilizado. Certamente eles terão a hipótese de se tornar pais novamente no futuro. ”

Tomara que os pinguins do zoológico DierenPark tenham mais sorte que Skipper e Pinga, né? Precisamos de famílias queer mais amorosas no reino animal!

O post Casal de pinguins gays dá a elza e choca ovo de fêmea em zoológico da Holanda apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Também poderás gostar:

Orgulho Gay 🌈

Lgbti+

Youtuber Luba ameaça e expõe fake que usava suas fotos no Grindr

O Youtuber Luba usou suas redes sociais para expor um usuário do Grindr que usava um perfil fake criado com as suas fotos.

“Não entendo pessoas que criam perfil fake! Só pra ver nudes? Nunca fazem real?”, questionou em seu Twitter.

Nos prints expostos pelo influenciador, Luba ameaça com toda razão o usuário que usava suas fotos para enganar outras pessoas: “Se você não tirar as fotos a próxima vez que ficar on, vou denunciar!”.

Nisso, o usuário – que não acreditava se tratar do verdadeiro Luba – perde o tom e parte pra ignorância: ‘Aproveita e toma no cu, ou melhor, não toma”. E ainda se defende: “Sou fã do Luba, seu vindo de bosta, vá se ferrar!”.

Para provar que era ele mesmo, Luba questiona “Fã meu que usa fake e fala ‘viado de bosta para os outros? Tá me representando bem mal!” e então mandou uma foto com uma folha onde escreveu: “Denunciado, lixo!”.

Ainda sem acreditar que se tratava do verdadeiro Luba, o autor do perfil fake tentou se justificar: “Só coloquei a foto porque também sou ruivo e fiz uma tatuagem igual do Luba que não é você!”.

É… Parece que era o Luba sim!

O post Youtuber Luba ameaça e expõe fake que usava suas fotos no Grindr apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Continue Reading

Lgbti+

Sam Smith responde homofóbico que o chamou de “bicha deslumbrada” do melhor jeito

sam-smith-responde-homofobico-que-o-chamou-de-“bicha-deslumbrada”-do-melhor-jeito

O cantor Sam Smith deixou um internauta homofóbico sem resposta no Twitter.

Num post já apagado pelo covarde que o atacou, Sam foi chamado de “batty boy”, algo como “bicha deslumbrada” em tradução livre.

Na mensagem em questão, onde o homofóbico o chamava de “batty boy”, Sam – que saiu do armário como não binário no início deste ano – respondeu: “Batty them”, mantendo o “nível”, mas corrigindo o género errado usado pelo homofóbico, pedindo apenas pra trocar o género masculino (boy) pelo género neutro (them), apenas contestando a ignorância do rapaz e mantendo o “bicha”.

 

Seria algo como se ele respondesse em português: “Uma bicha deslumbrada não!! Umx bichx deslumbrax”.

O tweet foi curtido mais de 2000 vezes. Além dos fãs, muitas pessoas que também se identificam como não binárias agradeceram Sam por usar sua plataforma massiva para torná-los mais “válidos” e “aceitos”.

O post Sam Smith responde homofóbico que o chamou de “bicha deslumbrada” do melhor jeito apareceu primeiro em Põe Na Roda.

Continue Reading

Lgbti+

Nos EUA, artista cria asas de borboleta para honrar Dandara, travesti morta no Brasil

dandara-dos-santos,-travesti-brasileira-assassinada,-ganha-escultura-em-manhattan

O artista plástico Rubem Robierb é o criador da escultura “Dandara”, que ficará exposta no Tribeca Park, em Nova York, até maio de 2020.

A drag queen Peppermint, veterana do “RuPaul’s Drag Race”, e o âncora de meteorologia Sam Champion, da ABC News, estiveram entre os notáveis presentes na segunda-feira (4) para a inauguração de uma escultura deslumbrante que homenageia a comunidade transgênero e de gênero não conforme (GNC) de Nova York.

Intitulada “Dandara”, a escultura de fibra de vidro lembra um par de asas de borboleta e ficará exposta até 4 de maio de 2020 no Tribeca Park, em Manhattan. O trabalho de quatro metros de largura e dez metros de altura foi criado pelo artista brasileiro Rubem Robierb como parte de sua série “Dream Machine”, em homenagem àqueles que “viveram ou morreram lutando por seus sonhos ou pelo sonho de outros”.

“Em homenagem à força e bravura da comunidade trans e GNC, ‘Dandara’ traz uma mensagem e um significado importante”, disse Robierb, casado com Sam Champion desde 2012, falando à ABC. “Senti que Nova York era um ótimo lugar para expor esta ideia em escala pública.”

Robierb com seu marido, Sam Champion, da ABC News. 

O nome da escultura vem de Dandara dos Santos, travesti brasileira que foi espancada e morta em 2017. O Brasil é considerado um dos lugares mais perigosos do mundo para as pessoas transgênero. No ano passado a organização de defesa das pessoas trans Transgender Europe contabilizou 125 pessoas trans assassinadas no Brasil entre janeiro e o final de setembro – o número mais alto do mundo.

De acordo com a Human Rights Campaign, pelo menos 22 pessoas transgênero ou de gênero não conforme foram assassinadas nos EUA este ano. Embora seja impossível ter um número exato, ativistas constataram o assassinato de pelo menos 26 pessoas trans e de gênero não conforme em 2018.

A cerimônia e instalação da escultura foram apresentadas pelo Mastercard, que doou US$5.000 ao Programa de Mídia de Transgêneros da GLAAD (Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação), em honra à ocasião. Falando no evento do dia 4, conforme foi visto em imagens de vídeo do evento postadas nas redes sociais, Peppermint se disse “feliz por ter podido redimir a história de Dandara”.   

Ela acrescentou: “Quem sabe este seja o ponto de partida para outras pessoas queer, pessoas trans, meninas trans e pessoas de gênero não conforme terem um espaço onde possam vir e saber que seus sonhos podem ser realizados”.

Em um ensaio publicado pela Forbes e carregado de emoção, a jornalista Dawn Ennis disse que a inauguração de “Dandara” foi “uma maneira perfeita de iniciarmos o mês de novembro”, que por acaso é o Mês da Consciência Transgênero.

“Embora não estivessem presas a meu corpo, essas asas esculpidas com tanto amor pelas mãos de Robierb me pareceram naquele momento ser uma parte tão integral de mim quanto meus próprios braços e pernas”, disse Ennis, que é transgênero. “Eram minhas, tanto quanto são minhas as modificações que fiz para que meu corpo corresponda à minha identidade de gênero autêntica.”

“Para mim,

 » Ler Mais

Continue Reading