Brigette Lundy-Paine sai do armário

Brigette Lundy-Paine, uma das estrelas da série de comédia Atypical da Netflix, saiu do armário como uma pessoa não binária. Brigette Lundy-Paine fez o papel de Casey Gardner na série Netflix e publicou no seu Instagram a seguinte mensagem:

“Sou não-binária, sempre me senti um menino, uma menina, um pouco ou nenhum dos dois. Usando ‘eles’ por tanto tempo não parece certo. É assustador assumir e não apenas ficar a adiar isso. Mas sinto que devo isso a mim e a todos nós que lutamos com género. Se és não-binário, comenta e comemora a ti mesmo! És linda e plena. Obrigado, pessoal”, escreveu Brigette.

https://www.instagram.com/p/B4k6MXNF4y-/?utm_source=ig_web_copy_link

Atypical

Atypical é uma série norte-americana de comédia dramática original Netflix, criada e escrita por Robia Rashid, que conta a história de um rapaz de 18 anos, diagnosticado dentro do espectro do autismo[1][2], que trabalha e estuda, vivendo a efervescência da idade e o seu amadurecimento. Disponibilizada na rede de streaming desde 11 de agosto de 2017, com oito episódios. A série foi bem recebida pela crítica. Foi renovada para uma segunda temporada com dez episódios em 13 de setembro de 2017.[3] A Netflix anunciou em 14 de agosto de 2018, que a segunda temporada de Atypical estreiou na plataforma de streaming no dia 7 de setembro de 2018.[2] Em 24 de outubro de 2018, a Netflix renovou a série para a sua terceira temporada [4] que foi lançada no dia 1.º de novembro de 2019.

Em 2017, Atypical — que tem episódios de 29 a 38 minutos cada — foi a décima série mais assistida pelos brasileiros em sessões curtas (de menos de duas horas por dia), segundo a retrospectiva da Netflix. E foi a oitava em recomendação para se assistir com a família[5].[2]Wikipédia

Também poderás gostar:

Publicidade

Últimos Artigos

Latest Posts

Publicidade

Não percas

Publicidade